Você não vai ser mais feliz quando alcançar suas metas

04 de dez, 2018

Casar não vai te fazer mais feliz, viajar para uma praia deserta não vai te deixar mais leve, emagrecer não vai te fazer mais realizada, comprar determinado sapato não vai te deixar mais alegre, e ser promovida no emprego não vai te trazer autoestima.

Aliás, até vai. Mas apenas momentaneamente. Depois de uma viagem vem a espera por outra, depois de um sapato, a busca pela bolsa. Depois do casamento? Uma infinidade de desafios. E depois de emagrecer? Ah, sempre dá para perder mais dois!

Esses e outros questionamentos fazem parte da sua rotina? Neste post, eu proponho que você reflita sobre a importância de ser feliz no presente.

Qual o problema de esperar a felicidade no futuro?

Não tem problema em querer casar, viajar, se cuidar. O problema é confundir as coisas e acreditar que a felicidade vai chegar depois disso. A felicidade não vai chegar. Ela acontece no AGORA, e não no DEPOIS.

Nosso maior erro é viver acreditando que a felicidade é um destino, e assim criamos infinitas distrações para fugir do momento presente, para fugir da realidade, para fantasiar o futuro, florear o passado, e, no fundo, fugir de nós mesmos.

Quando nosso foco está em esperar o futuro, estaremos sempre fazendo isso. Ou seja: a cada conquista realizada surgirá um vazio imediato, esperando para ser preenchido. E assim vamos vivendo no vício de completar metas, sem compreender o porquê de não nos sentirmos preenchidos.

Não é sobre o que falta para chegar. É simplesmente o que você faz com o que já conquistou. O que faz uma pessoa se sentir feliz e realizada não é o número de conquistas, mas a quantidade de gratidão que ela consegue sentir pelo que já alcançou.

Ser feliz é uma meta para o agora ou para o futuro?

Por acreditarem que a felicidade está no futuro, existem pessoas que têm tanto, e se sentem tão vazias. Estão sempre esperando o próximo final de semana, a próxima viagem paradisíaca, o próximo filho, o próximo carro.

Colocam a felicidade no futuro, e se esquecem de a vida acontece no presente.

É legal, sim, ter um destino, e saber onde quer chegar. É legítimo querer conquistar sonhos. Mas é fundamental aprender a apreciar a caminhada. Sempre digo que o segredo para ser feliz é focar no progresso, e se divertir no processo.

A qualidade da sua vida depende da qualidade das suas emoções. No fim do dia, se você passou todo tempo pensando no que ainda precisa ter para se sentir feliz, seu foco ficou na falta. E falta gera angústia, pressa, medo, insegurança e desenvolve o mal do século: ansiedade.

Pare para pensar: Você coloca mais energia pensando no que “falta”, ou agradecendo pelo que tem? A vida muda quando você muda sua postura diante dela.

Crie o hábito de apreciar tudo aquilo que você já tem, já realizou e já conquistou, e perceba o impacto que isso tem nas suas emoções. A gratidão é o melhor gatilho para despertar emoções positivas.

E emoções positivas constroem uma vida positiva – no presente, e nas nossas projeções de futuro.

PS: Cultive emoções positivas, mas aprenda a lidar com as negativas. Elas podem se transformar em grandes amigas.

Quer saber como? É só assistir a esse vídeo que fiz sobre o que fazer com as emoções negativas!